Quando o Amor de duas pessoas não cabe dentro delas, nasce uma nova vida!

terça-feira, 19 de julho de 2011

Pessoal / Profissional - Vc sabe separar?

Na semana passada quando fui levar meu filhote na escolinha, vi só duas professoras na sala dele, perguntei onde estaria a outra professora e soube q na sala ao lado onde estuda o filho dela de 4 anos, ele estava com a barriga doendo e ela foi ver, claro, é mãe. Mais confesso q não gostei mto, fiquei pensando de como isso podia atrapalhar o trabalho dela com a turma do maternalzinho,(turma de Henrique) são 20 crianças só para 3 professoras e saindo uma ainda fica pior né?
Bom, parece q estava adivinhando, pq aconteceu uma coisa bem chata na sexta-feira (contei aqui) envolvendo essa professora e o filho dela, vi a cena e fiquei mto preocupada. Tá certo q uma mãe se descontrola quando se trata de problema com um filho, mais acho q nesse caso,sendo ela uma profissional da aréa de educação, ela deveria agir de outra forma, jamais do jeito q foi.
Agora estou aqui ansiosa pra saber como vai ser essa conversa, não queria ficar contra uma pessoa q cuida do meu filho quando estou longe, como vai ser depois disso???
Espero q ela entenda e não se volte contra a mim, vou falar pq sou mãe, e como foi com aquela criança poderia ser com meu filho,imagine? Nossa!!
Não quero tirar meu filho da escola, é uma escola mto boa, a melhor da região. Mais se perceber diferença no tratamento dela com meu filho eu tiro ele de lá sim.
O pior é q o menino q ela destratou é sobrinho da direitora e eu nem sabia disso, soube quando adiantei o assunto pelo telefone, a direitora me perguntou quem foi a criança q ela destratou e eu respondi q não sabia o nome dele, só sabia q é loirinho de olhos azuis. Na hora ela percebeu q se tratava do sobrinho, pq é o único de olhos azuis na turma.
Eu até pensei em conversar direto com a professora sobre isso, mais depois de conversar com minha cunhada q trabalha na aréa, fui aconselhada a levar o assunto para secretária, pois é caso grave e a direitora sabe lhe dar mto melhor do q eu com esse tipo de situação.
Vamos ver amanhã como vai ser...
Me desejem boa sorte!!

9 comentários:

Chris Ferreira disse... [Responder comentário]

Oi Paty,
você está correta no seu ponto de vista. Acho que a professora vai entender. É só falar com jeitinho. Se ela se colocar no seu lugar vai entender sim.

Pena que não foi dessa vez que você ganhou um sorteio lá do blog. Mas terão outras oportunidades.

Estou de férias e com pouco tempo para blogar. Cheguei de viagem só para arrumar as malas para a próxima. Então estou na maior correria e a internet super lenta. Já viu, né? Mas estou visitando as amigas, vou tentar fazer uns posts e vou deixar um outro sorteio para o bloguinho (que não vai comigo nas viagens) não ficar muito abandonado.

beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Miguel...Presente de Deus disse... [Responder comentário]

Amiga que situação complicada, mas acho ue a professora vai entender sim, se ela for profissional né. Agora vamos ver a postura da diretora em relação a atitude dela com a outra criança. Nos conte depois a conversa viu.rs

Bjokinhas

Carla e Miguel

Ana disse... [Responder comentário]

Que coisa absurda amiga!
Isso tem que ser falado com a diretora mesmo.
Se ensinar a criança que se bater vai apanhar a onde isso vai parar?
Boa sorte. Ela não vai gostar claro. Mas que saiba reconhecer o erro e tenha vontade de mudar de atitude.
Beijos!

Juliana Melos disse... [Responder comentário]

ai amiga que situação


tomara que tudo se resolva....


bjs

Micheli disse... [Responder comentário]

Oi, Paty.
Tem de relatar tudo ´para a diretora, sim. Inclusive se o tratamento com o Henrique mudar. Não pode se intimidar.
Eu sempre relato tudo o que eu percebo e não concordo na escola, mantenho o diálogo sempre aberto. Houve algumas desatenções esse ano na escolinha da minha pequena e não deixei de falar nada, mesmo sabendo que a professora poderia mudar. Acabou que ela pediu demissão, não aguentou, pois outras mães também reclamaram e eça reconheceu que não estava dando conta. Com a nova professora melhorou muito, mas, se eu não tivesse aberto a minha boca para falar, talvez a situação estivesse na mesma.
Beijos.

Edivânia disse... [Responder comentário]

Oi amiga, que situação chata hein, mas vc está certa afinal de contas é nas mãos desses profissionais que confiamos a educação de nossos filhos né.

Boa Sorte!!

Bjus

Kcau-Coisa de Garotos disse... [Responder comentário]

Situação difícil!! Mas vai com calma que dá tudo certo. O bom é tirar todas as suas dúvidas e deixar tudo bem claro. Sorte!
Bjos

Paty Fortunato disse... [Responder comentário]

Q bom ter vcs aqui..obrigada pelos comentários.

Beijocas!

Genis disse... [Responder comentário]

Paty, essa professora está descontrolada, não tem preparação pra trabalhar na escola onde o filho estuda. A fala dela com uma criança tão pequena foi horrível. Fiquei imaginando, se ela não se intimidou com a sua presença, imagina o que ele não diz qdo não tem ninguém olhando!!
JM ainda não estuda na escola em que trabalho, pq não me sinto preparada pra isso. Não que eu seja desequilibrada como essa professora aí, mas penso muito em não misturar as coisas.
Qto a criança passar mal e ela ir atender, é um procedimento normal das aquelas em que trabalho. Afinal, ligamos para os pais qdo as crianças se sentem mal e já que ela trabalha lá, o ideal é chamar a mãe.
Vou ler o outro post pra saber o que a diretora falou!
hauhauhauhau
Isso tá igual a acompanhar novela!
bjks, Genis ♥

Ele é o bebê que revolucionou o meu viver!!!!

Ele é o bebê que revolucionou o meu viver!!!!